Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Abril 18, 2024

Erdogan manda encerrar 131 OCS

Entre eles está o jornal de maior tiragem na Turquia, o “Zaman”, cujos antigos jornalistas foram presos; o decreto publicado ontem fará parte de “limpeza” planeada pelo Governo e posta em prática depois da “fracassada tentativa de golpe”.

rabinovici-twitter

 

A lista completa dos OCS fechados foi divulgada pela CNN Türk. Entre eles está também a emissora pró-curda IMC TV.

 

rabinovici-twitter-2

Segundo o jornal local Hürriyet Daily News, a detenção dos 47 profissionais do Zaman fez parte de uma investigação sobre Fethullah Gülen, durante anos aliado do actual governo da Turquia, e que se transformou no principal inimigo do presidente Erdogan, ao ponto de ser classificado como “terrorista” e responsabilizado pelo “golpe de Estado fracassado” do passado dia 15 de Julho. Gülen já negou a acusação.

Unidades da polícia antiterrorista realizaram uma operação de busca e detenção de ex-directores e jornalistas do “Zaman”, que mantinha uma linha crítica ao presidente do país, Recep Tayyip Erdogan.

Hanim Busra Erdal, jornalista do Zaman, foi detido na cidade de Manisa
Hanim Busra Erdal, jornalista do Zaman, foi detido na cidade de Manisa

Com a acção de ontem, ascende a 89 o número de profissionais da comunicação social detidos por suposto vínculo ao movimento social-religioso Hizmet, cujo líder é Fethullah Gülen.

As autoridades turcas anunciaram a dispensa de mais 2.400 funcionários militares, dos quais 726 oficiais e 1.684 soldados. Até ao momento, terão sido demitidas mais de 50 mil pessoas e pelo menos seis mil foram presas.

Segundo o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, o estado de emergência durará três meses e foi convocado “para facilitar a prisão daqueles que tomaram parte no golpe”.

Fonte: Agência Efe, CNN Türk, Reuters

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -