Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021

Foi o vento

Poema inédito de Alice Coelho

Foi o vento

Foi o vento que não passou
Pelas ondas do mar revolto
Foi o vento que me arrepiou
A pele seca e o cabelo solto
Foi o vento que me segredou
Pelos pássaros com melodia
Foi o vento que nos balançou
A minha timidez e tua ousadia
Foi o vento que nos empurrou
Te trouxe num poema escrito
Foi o vento que nos demorou
Num azul de céu pelo infinito

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorVivo como quem espera
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -