Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Julho 15, 2024

Há 46 anos Jim Morrison era preso à saída do avião

https://www.youtube.com/watch?v=m-a6S4EU02Q

Cantor já tinha sido detido antes mas não cumpriu pena, pois morreu em Paris em 1971

JIM foto 2A 11 de Novembro de 1969, os The Rolling Stones actuavam na cidade norte-americana de Phoenix, no Estado do Arizona. Os californianos Jim Morrison e o seu amigo o actor Tom Baker, depois de uma noite de borga, decidiram ir ver o concerto da banda britânica. Entraram no avião e continuaram a beber e a meterem-se com as hospedeiras e os comissários de bordo. O comandante ponderou voltar atrás com o voo, mas seguiu viagem. À chegada ao destino, a dupla foi detida pelo FBI por embriaguez e conduta desordeira. Não viram os Rolling Stones e passaram a noite na cadeia, tendo saído com uma fiança de 2.500 dólares.

Mas esta não foi a primeira vez que James Douglas Morrison (Jim Morrison) foi preso, bem pelo contrário. Enquanto jovem estudante de Cinema na Universidade de Los Angeles, antes dos Doors, já Morrison tinha tido problema com as autoridades. Em 1967, após o caos instalado na sala onde actuavam os The Doors, foi-lhe dado ordem de prisão em pleno palco. Jim terá incitado o público à revolta, segundo o polícia que o deteve.

Mas o caso mais mediático, e histórico, aconteceu precisamente no início do ano de 1969, a 1 de Março, quando num espectáculo em Miami, no super-lotado Dinner Key, Jim terá alegadamente exibido o pénis. O episódio é JIM foto 1controverso, pois Jim Morrison, durante o tema “Touch me”, visivelmente alcoolizado, terá provocado a assistência dizendo que “o” ia mostrar. O público respondeu apelando a tal e Jim Morrison, segundo a polícia, mostrou mesmo o pénis à plateia. Mas nenhuma filmagem, ou testemunha, consegue provar inteiramente esta acusação, dando espaço de verdade à alegação de Jim Morrison, que garantiu ter metido a mão dentro das calças e mostrado apenas um dedo através da braguilha!

Julgado no Tribunal de Dade Countyhouse, em Miami, foi considerado culpado de comportamento lascivo e condenado a cumprir uma pena total de oito meses de trabalhos forçados e a uma multa de 500 dólares. Mas a defesa de Jim Morrison recorreu e o cantor não cumpriu a pena nem iria regressar ao Tribunal para novo julgamento, pois morreu em Paris a 3 de Julho de 1971.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -