Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Dezembro 9, 2021

Maria e Pedro, ou a Assunção da estratégia da invisibilidade

Pedro Pereira Neto
Académico. Ensina comunicação e jornalismo.

Há dois aspectos interessantes na questão levantada por Assunção Cristas quanto ao seu desconhecimento/envolvimento de/em questões relativas ao sector financeiro enquanto ex-Ministra

1) o primeiro, mais directo mas também mais superficial, revela em todo o seu nojo a já conhecida hipocrisia do CDS e das suas lideranças face ao “país” e ao exercicio de funções de representação politica – ficando por saber se por “país” se entende apenas o conjunto de eleitoras/es do partido, ou aquele grupo ainda mais restrito, o das pessoas directamente beneficiadas pela acção do partido;

2) o segundo, mais oculto, é a forma como estas práticas – já conhecidas de quem acompanhava a política, mas que agora tanto “surpreende” e “choca” quem tem votado com os pés nas últimas décadas – traduzem uma estratégia muito clara por parte do PSD e dos diversos sectores a ele afectos ou por ele controlados: a de deixar crucificar publicamente o anterior parceiro, o tal com o qual tantas afinidades existiam, numa tentativa de passar incólume por entre os pingos daquilo que entretanto se atirou à ventoínha. Em diversas situações, a inimputabilidade das principais figuras do governo anterior, Maria Luis Albuquerque e Pedro Passos Coelho, continua a ser não apenas sugerida mas mediaticamente alimentada, como se nada tivesse sido feito com a sua anuência.

É importante não deixar passar o evidente por tudo o que existe para conhecer: regra geral, para que uma coisa que enoja seja divulgada outra muito mais suja fica por assumir.

Imagem: Salvador Dali, El hombre invisible (1929-1932) – Museu Rainha Sofia, Madrid
As opiniões expressas nos artigos de Opinião apenas vinculam os respectivos autores.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -