Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Janeiro 18, 2022

Meu texto mulher

Ernesto Dabo, Guiné-Bissau
Poeta, Escritor, Cronista, Dramaturgo, Fotógrafo, Activista cultural e Músico fundador dos conjuntos Cobiana Jazz e Djorson que gravou o primeiro disco da História da Guiné-Bissau.

Poemas de Ernesto Dabo

“Amor caro”

Tão caro me é teu amor
Que para o resto da vida
Noutro
não posso investir.

 

“Meu texto mulher”

Mulher pura
Palavra madura
Solar frescura
Desce altiva
Pelas ruas do meu poema
Qual musa possessiva
Minha rima sem tema
Por todos os gestos
Te quero meu texto
Minha planta de Agosto
Quero-me folha
Tinha de sóis em bolha
Teu livro fagulha
Talhado sem agulha
Escreve e descreve em mim
A tua candura
Na nossa entrega sem fim
Neste escuro e brando tom de ternura
Boa noite minha flor
Feliz noite meu amor


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorO campo e Eu
Próximo artigoFaces ocultas do capital
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

In fraudem legis

Crise avança com Bolsonaro

Clube Bilderberg

Titãs cantam: “Comida”

- Publicidade -