Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Outubro 17, 2021
- Publicidade -

Nome do autor

Ernesto Dabo, Guiné-Bissau

Poeta, Escritor, Cronista, Dramaturgo, Fotógrafo, Activista cultural e Músico fundador dos conjuntos Cobiana Jazz e Djorson que gravou o primeiro disco da História da Guiné-Bissau.
18 Artigos
0 COMENTÁRIOS

Nna Nna Nna

Poema de Ernesto Dabo "Nna Nna Nna" Guardo em mim um menino num lugar amigo que só abro quando estou contigo Corre canta ri muito quando te vê Esse menino antigo em cada ruga...

Corpo

Poema de Ernesto Dabo "Corpo" Sem que o saiba fiz-me novo neste corpo que a cada passo se atrasa na fuga ao fim As ideias não param de correr mesmo...

A verdade

Poema de Ernesto Dabo "A verdade" Sob o sol das palavras vezes poucas te encontro Fria à espera de candeeiro na mão de olhos à ronda Farol sobre estuário fechado Quando traças caminho...

Quando teu beijo desejo

Poema de Ernesto Dabo "Quando teu beijo desejo" Queima o céu da minha boca Um cometa ardente Quando teu beijo desejo Vou à galáxia extensa do sentir À procura do...

Te julgo única

Poema de Ernesto Dabo "Te julgo única" Procuro na verdade de um corpo A voz sem caminho Que ninguém deixa ganhar grito Para ouvir o chegar de novo abraço No...

Sem Querer

Poema de Ernesto Dabo "Sem Querer" Um dia sem querer te quis conhecer te acabara de ver Na hora sem demora dei aurora à tua procura Marco traços cerco espaços crio laços Vaga verde negas parede indicas horizonte Tu céu...

Assim és

Poema de Ernesto Dabo "Assim és" Antes que o tempo subscreva o dia faço da fuga chegada de outro modo de estar antes que o teu fazer de coisas...

Meu texto mulher

Poemas de Ernesto Dabo "Amor caro" Tão caro me é teu amor Que para o resto da vida Noutro não posso investir.   "Meu texto mulher" Mulher pura Palavra madura Solar frescura Desce altiva Pelas ruas...

Quando teu beijo aceito

Poemas de Ernesto Dabo "Quando teu beijo aceito" Queima o céu da minha boca Um cometa ardente Quando teu beijo desejo Vou à galáxia extensa do sentir À procura do...

Nada Temas

Poemas de Ernesto Dabo "Nada Temas" Mesmo que seja um pedaço de palavra crua Temperado com uma gota de sabedoria Serve-o à faminta boca do ódio Antes que ela...

Outro

Poema de Ernesto Dabo "Outro" Ao berço do dia entreguei o sonho presente de todos mais em vaivém dolente-quente fazer-desfazer com gente todo o crescer-dizer sem dar jusante A correr pela ponte quero chegar a...

No velório do gato

Poema de Ernesto Dabo "No velório do gato" A viúva do gato aos pés do finado olhos nas patas sem meias sem ver a cabeça baú que nunca lhe deu...

Amigo do Chefe

Poema de Ernesto Dabo "Amigo do Chefe" Amigo doce que nem figo nada diz nem faz sem olhar para o seu umbigo-Chefe Sim senhor sim Senhor meu Senhor é refrão...

Ao abrir do mês

Poemas de Ernesto Dabo "Ao abrir do mês" Há gente na rua Côdea de vento contra corpo de amarga sina que calou no abrir do mês o diferente falante de...

Lua e Sol

Poemas de Ernesto Dabo "Lua e Sol" Na tua rua já não há Lua Na minha mora o Sol Porque a Tua gira à volta do Meu imagina o pecado teu que...

Últimas notícias

- Publicidade -