Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Dezembro 9, 2022

Para perceber a estratégia de Putin na Ucrânia

Há quase cinco anos (a 12 Setembro 2017), o IntelNomics expunha a estratégia de Putin na Ucrânia e os passos necessários para a entender e ainda apontava alguns dos analistas que já a tinham entendido. Em vésperas da cimeira Trump-Putin, do  Verão 2018, José Mateus retomava o tema, no jornal online “Tornado“, porque, considerava, “é importante perceber Putin, o seu tabuleiro de jogo e os seus objectivos”.

Ler o conselheiro presidencial Vladislav Surkov

“Para perceber a estratégia de Putin na Ucrânia, sua essência, seus modos e seus tempos, há que ler o conselheiro presidencial Vladislav Surkov  e, especialmente, o seu livro de “ficção científica”… Aí se descreve um certo tipo de guerra “não-linear”, suas formas e lógicas e também o que move os seus protagonistas. A “ficção científica” de Surkov (que além de escrever é também um dos homens mais poderosos da política russa da última década e um velho e muito chegado colaborador de Putin) ilumina fabulosamente o lado obscuro da acção russa na Ucrânia.

“Talvez por também ser especialista de guerras não-lineares (vidé Brave New War), o nosso amigo John Robb ao olhar para a Ucrânia viu duas coisas: “Putin is using open source warfare” e “In the 21st Century, warfare isn’t politics by other means. Warfare is business by other means”.

E o I.E. concluía, então: “Berlim não sabe no que se meteu e Putine vai explorar o erro europeu na Ucrânia para desestabilizar e alterar toda uma ordem nascida depois da implosão soviética e que é (era) desvantajosa para a Rússia”.

Agora, a 29 Agosto 2017, Chris Arkenberg, invocando o “Chaos is a ladder” de Lord Petyr Baelish, (num mundo “fundamentally shaped and held together by digital networks” e em que “programmable media is a very potent weapon”) usa o caso ucraniano para procurar explicar “how Russia is shaping a new world of non-linear war and post-modern geopolitics”.

“Wars aren’t fought to win but rather to confuse”

Para Arkenberg, Vladislav Surkov “is a fascinating figure credited with staffing and directing Ukraine’s separatists and architecting the annexation of Crimea. As a former cabinet member and current adviser to President Putin he represents a new generation of postmodern geopolitics (for lack of a better term) that skewers pretty much everything that the 20th century was built upon.

“Wars aren’t fought to win but rather to confuse. There are reasons to back both dissident political parties and ultra-nationalist Nazis. Information is more powerful than weapons. Everything is PR, even science fiction. (Surkov is also a huge fan of Tupac and Allen Ginsberg.)

“Not only is it extremely important to interpret Putin’s Russia within this context, it’s also critical to understand these methods as the new emerging playbook for geopolitics.” …..

Portanto, hoje, só não entende o jogo de Putin, seu tabuleiro, suas regras e seus fundamentos quem não quer.

Para Perceber Putin Ler Vladislav Surkov


Exclusivo Tornado / IntelNomics

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -