Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

Pedro Coelho dos Santos é candidato à Câmara de Sobral de Monte Agraço

Joaquim Ribeiro
Joaquim Ribeiro
Jornalista

O Partido Socialista apresentou os cabeças-de-lista a todos os órgãos autárquicos do concelho do Sobral de Monte Agraço no passado dia 24 de Junho, na Praceta 25 de Abril, no centro da vila, perante cerca de 130 apoiantes.

Pedro Coelho dos Santos volta a candidatar-se à Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço pelo PS, tal como fez nas eleições autárquicas de 2013, tendo na altura sido eleito vereador da oposição.

Para as três Juntas de Freguesia e Assembleia Municipal os cabeças-de-lista são novidade. Carlos Levezinho candidata-se na Junta de Sobral de Monte Agraço, André Lourenço na Sapataria e José Carlos Mosca Flor em Santo Quintino. A candidata à Assembleia Municipal é Cláudia Joaquim, actual secretária de Estado da Segurança Social e membro do mesmo órgão autárquico desde 2013.

Na apresentação da candidatura foram ainda conhecidos os restantes elementos da lista para a Câmara Municipal: Fátima Estevão, Edgar Coelho Baptista, Carla Sanches Lopes, Rui Santos, Joana Caroço, Tiago Pombo, Gisela Rodrigues, Luís Fortes e Maria Elvira Marques. O mandatário da candidatura do PS no Sobral é José Manuel Nunes.

No acto esteve presente Nuno Inácio, presidente da Federação Regional do Oeste do PS; assim como Ana Catarina Mendes, secretária geral adjunta do partido, que elogiou o trabalho desenvolvido pela presidente da concelhia sobralense, Fátima Estevão. Elogiou igualmente Pedro Coelho dos Santos pela “coragem de assumir mais uma vez este combate”.

Pedro Coelho dos Santos diz…

No seu discurso, Pedro Coelho dos Santos sublinhou que “temos de reverter esta situação de estagnação económica que vivemos em Sobral de Monte Agraço” e apontou o emprego como uma prioridade da sua candidatura, que tem como slogan “construir o futuro”.

A gestão CDU da câmara tem medo do futuro e não quer desenvolvimento para não perder o poder. Os sobralenses viram bem o que foram estes últimos quatro anos em que nada aconteceu. O Sobral andou para trás. Mas, agora o futuro está nas mãos dos sobralenses” Disse ainda Pedro Coelho dos Santos na sua intervenção.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -