Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Maio 24, 2022

Quando Trump Significa “Aggiornamento”

José Mateus
José Mateus
Analista e conferencista de Geo-estratégia e Inteligência Económica

O que Trump está a fazer, à sua muito especial maneira, é o “aggiornamento” da política externa americana. Just that… Trump lançou a empreitada de todo um trabalho de construção da adaptação às novas circunstâncias estratégicas criadas pela implosão da URSS e consequente fim da guerra fria (4 presidências atrás!), pela integração de todo o antigo mundo comunista no mercado global e na OMC (que deu o quadro para a ascensão em potência da China) e pela “chaos operation” desencadeada pelo “11 de Setembro”.

É, portanto, um outro mundo que temos aí e cuja emergência só agora (e com décadas de atraso) está a ganhar visibilidade. Há que estudar e alcançar saber o que isso significa para cada um, tanto para Estados como empresas ou mesmo como indivíduos. Por exemplo, para uma pequena potência cujo território arquipelágico ocupa boa parte do Atlântico Norte.

O Arquipélago Português

É enorme e ensurdecedor o coro das vozes do “establishment” que se levanta contra Trump e em defesa da velha “ordem liberal” (seja lá isso o que for porque nunca clara e consistentemente definida). Apenas alguns (escassos, muito escassos) analistas independentes e todos do universo da Geopolítica têm procurado dissecar o que Trump significa. George Friedman (inevitável…), que hoje mesmo, em três penadas, despacha o mito de um Trump “agarrado” por Putin, e poucos mais. Como Peter Zeihan, por exemplo, que publica hoje um texto analítico de leitura imprescindível.

No Intelnomics (que em Junho de 2016 teve o “desplante” de afirmar preto no branco que Trump ia ganhar e explicando porquê) tudo o que temos escrito tem procurado (apesar de não apreciarmos o donaldiano penteado) entender o como e o porquê do aparecimento de Trump, qual o significado profundo e quais as consequências estratégicas. E é nessa via que continuaremos, procurando entender e (sempre que possível) antecipar as dinâmicas deste “aggiornamento” iniciado por Trump.

Exclusivo Tornado / IntelNomics

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -