Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Junho 22, 2024

Risos no celulóide com Lauro António

O cineasta prossegue a sua missão de apresentar e explicar os grandes clássicos ao público, partindo do conceito “ridend, castigat mores” (“a rir se corrigem os costumes”).

Para o mês de Junho, a Masterclass de Cinema apresenta os seguintes filmes:

8 de Junho, “O Pai Tirano” de António Lopes Ribeiro (Portugal, 1941), visa os amores entre um caixeiro e uma empregada de perfumaria;

14 de Junho, “O Querido Lilás” de Artur Semedo (Portugal, 1987), sobre uma actriz casada com um homem estéril, que dá à luz um menino. Para evitar escândalos, o empresário dela resolve esconder a criança;

15 de Junho, “A Quimera do Ouro” de Charlie Chaplin (EUA, 1925), conta a história de um vagabundo que vai tentar a sorte na “febre do ouro” de 1898 em Klondike, no Alasca;

21 de Junho, “Pamplinas Maquinista” de Buster Keaton (EUA, 1926), narra as aventuras de um maquinista dedicado à sua locomotiva que luta para a recuperar durante a Guerra Civil Americana;

21 de Junho, “Os Grandes Aldrabões” de Leo McCarey (EUA, 1933), sobre um país em crise económica, uma viúva milionária na qual o presidente desse país está interessado e uma rivalidade com um embaixador de um país vizinho;

22 de Junho, “Dois Malucos à Solta” de Alfred L. Werker (EUA, 1942), conta a história de dois amigos que se cruzam com vigaristas, um mágico e dois caixões numa hilariante sucessão de desventuras;

22 de Junho, “Abbott e Costelo em África” de Charles Barton (EUA, 1949), conta a história de dois amigos que procuram diamantes em África e enfrentam um leão e uma tribo de canibais;

28 de Junho, “O Mundo É Um Manicómio” de Frank Capra (EUA, 1944), narra a saga de duas idosas, aparentemente simpáticas, que vivem numa casa em Brooklyn e que têm por hábito matar homens idosos;

29 de Junho, “Não O Levarás Contigo” de Frank Capra (EUA, 1938), sobre a paixão entre dois jovens oriundos de famílias com atitudes diferentes: entre o pragmatismo de uns e a excentricidade de outros, sucedem-se equívocos divertidos e o redescobrir dos prazeres simples da vida.

As sessões decorrem às 14h e às 17h em cada data. A entrada é livre, condicionada após o início da sessão, e cada pessoa pode receber até um máximo de quatro senhas. Mais informações através do telefone 214408565 ou do mail [email protected]

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -