Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Outubro 16, 2021

Sons e cantos

Poema inédito de Alice Coelho

Sons e cantos

Melodias e sonhos abraçados
Segredos em bocas fechadas
Sabores e pesadelos agitados
Verdades e mentiras rachadas
Ao som de cítaras e de harpas
Em oscilares desenfreados
Loucuras a que não te escapas
Devaneios na noite assustados
Ao som de violoncelos e violinos
Corpos nus a tocar uma flauta
Pés em pontas simples bailarinos
E o amor no ar escrito em pauta.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorVozes anoitecidas pelo silêncio
Próximo artigoAurora
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -