Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Maio 23, 2022

Sou Mulher

Poema inédito de Alice Coelho

Sou Mulher

Sou mulher
Como erva daninha
Em campo indesejada
Em terra sou rainha
Em silêncio ultrajada
Sou mulher
A seara madura e loira
Pela foice decapitada
Pelo destino de moira
De poemas enfeitiçada
Sou mulher
Aquela sem preconceito
Num mundo sem saber
Imagino-te com preceito
Nos dias do meu querer.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorMulher XXI
Próximo artigo“Nosso grito…”
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -