Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Julho 22, 2024
- Publicidade -

TAG

Filipa Antunes

Ch(ama), Exposição individual de Filipa Oliveira Antunes

A Galeria de Arte do Casino Estoril irá inaugurar no próximo, sábado 18 de Janeiro, a 2ª exposição individual de Filipa Oliveira Antunes, Ch(ama). Segundo...

XXXIII Salão de Outono, com obra inédita de Filipa Oliveira Antunes

A exposição, Salão de Outono, de pintura e escultura inaugura no próximo sábado, dia 7 de Dezembro, na Galeria de Arte do Casino Estoril. O...

Shining, by Filipa Oliveira Antunes

Em exposição na ARTEXPO, em Nova Iorque, de 4 a 7 de Abril Esta Obra é inspirada na construção e transformação da Liberdade -...

Mostra de sketchers: “Há cidades acesas na distância”

Exposição individual de Filipa Oliveira Antunes, na FNAC Cascais, de 23 de Outubro de 2018 a 23 de Janeiro de 2019, com Mostra de...

Filipa Oliveira Antunes expõe no Salão Internacional de Arte no Carrossel du Louvre

A pintora Filipa Antunes "descoberta" e revelada no espaço mediático pelo Tornado em primeira mão foi convidada pela MECENAVIE, conceituada plataforma para os artista...

“Arte em Movimento”

Inaugura hoje, pelas 17h, na Galeria de Arte do Casino Estoril a exposição "Arte em Movimento". "Arte em Movimento" é uma exposição colectiva de pintura...

Filipa O. Antunes expõe no Casino Estoril

Na sequência do êxito da participação em mostras colectivas anteriores, a Galeria de Arte Casino Estoril apresenta de 17 de Março a 16 de...

Saudades…

Poema de João de Almeida Santos para um Olhar (inédito) de Filipa Oliveira Antunes. SAUDADES... Destes teus olhos Eu tenho Saudades, Viajo com eles P’ra te alcançar Quando me deixas Triste e tão só Neste...

A Janela (Tríptico II)

Exposição Colectiva no Casino Estoril, patente na Galeria de Arte de 25 de Novembro a 10 de Janeiro. Segundo a organização esta "exposição é pelo número...

A Janela

POEMA de João de Almeida Santos para um TRÍPTICO (inédito), “A Janela”, de Filipa Oliveira Antunes  A JANELA Nos vidros Desta janela Se espelha Todo o meu ser, É neles que Eu te revejo Quando deixo De...

Espanto

Poema de João de Almeida Santos para um Rosto (inédito) de Filipa Oliveira Antunes ESPANTO Que contemplas Em espanto E oração, Ó deusa Da minha cidade? De onde vem Este teu rosto Velado, Rubor Tão intenso E...

O teu nome…

Poema de João de Almeida Santos para um Rosto (inédito) de Filipa Antunes O TEU NOME... Porque não Me nomeias, Meu amor? Nome-ar... Tão simples. Quatro letras! Devolver-me Identidade, Aquecida Nos teus lábios Pelo ar quente Que respiras... Vês, como leio No...

Chorar…

Poema de João de Almeida Santos para um Rosto de Filipa Antunes CHORAR... Choras, Meu amor, Para me resgatar Com o sal Humedecido Do teu olhar? Choras Neste espaço Sideral Onde vagamos À procura De um incerto Destino Marcado Pelos deuses A fogo, Como...

VER…

POEMA, em seis andamentos, de João de Almeida Santos para um  ROSTO (inédito) - “A PINTORA” - de Filipa Antunes  VER... I. Quando te vejo, Vejo-te a cores, Sinto aromas, Provo sabores Na fantasia... E vejo...

O Jardim

Poema de João de Almeida Santos para um Rosto (inédito) de Filipa Antunes O JARDIM I. Encontrei-te Nesse jardim Onde nasceste Da arte E das cores Que deus Te deu E por dádiva Dos céus Ou brilho Da...
- Publicidade -

Últimas notícias

- Publicidade -