Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Janeiro 31, 2023

Tenho no olhar

Poema inédito de Alice Coelho

Tenho no olhar

Tenho no olhar o brilho do sol
Esperança reflectida na água
Sorriso embebido num girassol
Lábios roxos de ânsia e tábua

Curiosa de tanto saber estranho
De tanto azul em mar ancorado
Neste tempo em que me arranho
Vento que assobia desesperado.

Se na boca refreares as palavras
Se não tropeçares na pontuação
Se no campo as semeias e lavras
Se não é amor, equaciona paixão.

Tenho no olhar aquela esperança
A vibrar entre sonhos e realidade
Num rodopiar em forma de dança
No sentir buliçoso e de ansiedade


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anterior
Próximo artigo
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -