Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Maio 20, 2022

Trabalhadoras e trabalhadores do campo e da cidade juntos para salvar o Brasil

A eleição de 2022 é crucial para a história do Brasil. E, por isso, o chamamento à luta neste 1º de Maio é de fundamental importância para unir todas as pessoas que prezam pelo país e pelo bem viver de todas as brasileiras e brasileiros.

O tema “Emprego, direitos, democracia e vida” já diz tudo sobre o que estamos vivendo no Brasil do sofrimento, da fome, do desmatamento, da violência e do ódio. Mas vamos reconstruir este país. Porque o nosso povo merece muito mais e o país precisa de nós.

Thaisa Daiane Silva marcha das margaridas

Precisamos nos unir para reconstruir este país devassado e voltar ao crescimento econômico com valorização do trabalho e combate às desigualdades.

Nós podemos porque nós queremos viver e amar com liberdade e respeito a todos os nossos direitos. Ninguém morando na rua, ninguém mendigando, ninguém catando osso para comer, muito menos lixo. Queremos decidir o nosso destino com consciência e que todas as pessoas tenham vida digna.

Quem produz a riqueza da nação, merece colher os frutos do seu suor. E para isso acontecer é essencial a união do campo com a cidade. Nós do campo produzimos o alimento que chega à mesa das brasileiras e brasileiros, mas também precisamos dos produtos industrializados feitos pelas trabalhadoras e trabalhadores do meio urbano.

Juntos podemos muito mais. O Brasil precisa de nós à frente das lutas por melhoria de vida de quem vive do trabalho. As crianças e a juventude precisam de nós para poder sonhar com um futuro com qualidade de vida. As mulheres querem viver sem medo, sem ódio, sem violência. Os negros e os indígenas querem viver sem racismo e os LGBTs sem serem discriminados. Os idosos precisam de nossa luta para ter uma aposentadoria decente.

É preciso avançar e para isso vamos tomar as ruas, neste domingo (1º de Maio), para gritar em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), por uma educação pública de qualidade, que contemple os anseios de nossa infância e juventude, pelo acesso à cultura, ao esporte, ao lazer, enfim bem-estar para todo mundo, sem distinções.

Precisamos de paz, de segurança, de amor, de valorização da ciência, do saber. Precisamos de mais livros e menos de armas. Precisamos de mais médicos. Precisamos construir uma sociedade onde todas as pessoas possam viver sem medo de ser feliz.

O campo e a cidade juntos para construir o mundo novo. O 1º de Maio de 2022 pode entrar para a história como o marco do renascimento do Brasil. Vamos todas e todos juntos defender o nosso país.


por Thaisa Daiane Silva, Secretária-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) e secretária de Jovens e Políticas Sociais da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Mato Grosso do Sul (Fetagri-MS) | Texto em português do Brasil

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -