Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Julho 12, 2024

Viseu coloca tudo “Tinto No Branco”

viseuDecorre de 4 a 6 de Dezembro o 1º Festival Literário de Viseu, intitulado “Tinto no Branco”. Integrado na segunda edição do evento “Vinhos de Inverno”, com o objectivo de promover os vinhos da região do Dão, esta iniciativa arranca dia 4 de Dezembro às 18 horas com um brinde ao famoso vinho no Solar do Vinho do Dão. A animação musical estará a cargo de Gui Indiferente, na tenda dos Jardins do Solar. Enquanto isso, Pedro Duvalle actua na Sala da Lareira. Às 21h30, iniciam-se as conversas literárias sob o mote de Aquilino Ribeiro: “O pior dos crimes é produzir vinho mau, engarrafá-lo e servi-lo aos amigos”, com a presença dos escritores Francisco José Viegas, José Manuel Fajardo e Manuel Carvalho. Na Sala da Lareira, Paulo Lima e Gonçalo Alegre estarão a cargo do momento musical. A partir das 22h, no exterior, o DJ Arede inicia a animação nocturna no arranque da Dão Party.

5 de Dezembro inicia-se com um passeio temático sob o lema “A história e as estórias”, tendo como ponto de partida o Rossio de Viseu, às 11h. Pelas 15 horas, o Solar do Vinho do Dão convida a visitar a exposição “Escritores” de Afonso Cruz, seguindo-se um atelier infantil de ilustração com Paulo Galindro às 15h30. Às 16h, o chef Hélio Loureiro conversa com os presentes sobre “A Ínclita Refeição”, enquanto Luís Costa ensina os interessados a escolher os vinhos certos num supermercado.

Na Sala da Lareira, às 17h, Paulo Moreiras fala de “Contos, Lendas e Facécias do Vinho”. Ao mesmo tempo, António Gil e Anselmo Borges falam sobre espiritualidade. No Salão de Vinhos, às 17h30, actua o Quarteto Acoustic Lounge. Meia hora depois, Alberto Santos, Manuel da Silva Ramos e João Luís Oliva conversam sobre o mote de Aquilino Ribeiro “Se regionalista é ter descrito outra coisa que não Lisboa, não reclamo melhor diploma”. No Espaço Dão Petiz, Carlos Alberto Moniz dirige-se aos mais novos para desvendar “Como é que as canções são feitas por dentro?”. A música chega às 18h30 à tenda dos Jardins do Solar com Carlos Viçoso. Às 21h30, outro mote de Aquilino Ribeiro leva os escritores Fernando Dacosta e Patrícia Reis a uma conversa com o público: “Só as ânsias valem porque os triunfos, esses, acabam em bocejos”.

O jogo Ciclo do Vinho começa às 22h e de seguida actuam os Two Mirrors (duo composto por James & Johny) na Sala da Lareira. Às 22h30, Rui Cardoso Martins e Valério Romão falam sobre outro mote de Aquilino Ribeiro: “Os meus assuntos vou busca-los à história natural racionalizando-os”. Pelas 23h decorre um “Blind date literário” enquanto que na tenda dos Jardins do Solar os “Piores DJ’s do Mundo” ficam encarregues da animação musical. Às 23h30, André Domingues e José Silva falam sobre “Nas bocas do mundo”. Pela meia-noite, António Gil, Núria Madruga, Sónia Balacó e Renato Filipe Cardoso propõem “Poesia no Quarto Escuro”. A Dão Party estende-se pela noite dentro com o DJ Irmão Lúcia na tenda dos Jardins do Solar.

A 6 de Dezembro, novo passeio “A história e as estórias” a partir do Rossio de Viseu. Às 16h, no Solar do Vinho do Dão, Deana Barroqueiro e Pedro Almeida Vieira conversam sobre “Somos do tamanho dos mitos que vemos”. Em simultâneo, decorre o workshop “Vinhos e Literatura, Prazeres Infinitos” com Luís Costa. Às 17h, nova conversa tendo como mote uma frase de Aquilino Ribeiro. Desta feita, Bruno Vieira Amaral e Karla Suaréz reflectem sobre “Em verdade o Português nunca aprendeu outra coisa que não fosse rezar”. A animação musical que fecha o evento estará a cargo de todos os artistas que participaram no evento, num “Dão Jam”.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -