Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Há 54 anos Bob Dylan gravava o primeiro álbum

Há precisamente 54 anos o jovem Bob Dylan (nascido Robert Zimmerman) entrava nos Columbia Recording Studios, em Nova Iorque, para gravar o seu primeiro álbum. As sessões demoraram apenas dois dias e em Março de 1962 o disco – “Bob Dylan” – era posto à venda.

Surgia assim a primeira obra daquele que se tornaria num dos maiores autores/intérpretes da História da Música Popular. Um verdadeiro ícone do Século XX, que mais do que um músico/cantor se tornou num dos maiores compositores de canções de sempre. Desde a década de 60 que é raro encontrar um famoso cantor ou grupo que não tenha pelo menos uma versão de um tema de Bob Dylan no seu currículo discográfico.

Este primeiro disco de Bob Dylan é sintomático dos seus primeiros tempos: um “folk-singer”, descoberto a tocar em bares de Greenwish Village (Nova Iorque), apenas acompanhado da sua guitarra acústica, da harmónica e da sua fanhosa voz. Nesta obra de estreia, Bob Dylan ainda não se tinha afirmado como uma grande escritor de canções, o que não demoraria muito a acontecer, e dos 13 temas que fazem parte da edição original de 1962 apenas duas (“Talkin’ New York” e “Song to Woody”) são originais seus. Contudo, grande parte das canções são melodias tradicionais americanas com novos arranjos de Bob Dylan. Em 2013 foi colocada à venda uma reedição especial, que inclui mais 12 canções, entre as quais uma das mais famosas do autor, “Blowin’ in the Wind”.

BOB DYLAN ALBUMDylan era então um trovador – a nova grande revelação da “folk-music” norte-americana. Recebido em triunfo no Festival Folk de Newport, seria mais tarde assobiado e insultado noutra edição do festival quando surgiu em palco acompanhado de uma velha banda de rock ‘n’ Roll – The Band. Nascia o Bob Dylan eléctrico, capaz de deixar revoltados os fãs mais puristas da música folk, mas capaz de conquistar uma nova legião de fãs, que já viviam os electrizantes “sixties”.

Ao longo de meia-centena de anos, Bob Dylan, que continua em actividade artística, lançou dezenas de álbuns e correu os palcos dos quatro cantos do mundo. Ao todo vendeu mais de 100 milhões de discos, o que o torna num dos artistas com maior sucesso de vendas de sempre.

 

 

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -