Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Setembro 18, 2021

A importância do fundo de maneio na gestão de um negócio

Nuno Militão, em Santarém
Licenciado em Gestão Comercial. Consultor/Formador de Gestão.

Muitas falências de micro pequenas e médias empresas, acontecem por falta de liquidez. Esta falta de liquidez está diretamente relacionada com a má gestão (ou falta de ela) do fundo de maneio.

Ter um fundo de maneio, é conseguir ter a capacidade de criar dinheiro, assim como conseguir responder a possíveis atrasos nos pagamentos por parte dos clientes ou a eventuais pagamentos antecipados a fazer a fornecedores.

Cada empresa apresenta as suas necessidades especificas e mesmo dentro da mesma empresa, o valor do fundo de maneio necessário pode variar ao longo do ano.

 

Mas afinal o que é o Fundo de Maneio?

O fundo de maneio é o montante necessário para que uma empresa consiga assegurar o exercício normal da sua atividade. É como se fosse uma “almofada” financeira, que todas as empresas devem de possuir para prevenir e minimizar os imprevistos e consequente falhas na tesouraria, gerando liquidez a curto-prazo. Quando falamos em problemas de gestão de tesouraria, falamos de um tema transversal a todas as empresas.

Assim sendo podemos definir fundo de maneio como a capacidade que uma empresa tem de financiar o seu ciclo operacional e assegurar, no curto prazo, a sua atividade normal, traduzindo pela diferença entre os ativos circulantes e os passivos circulantes.

 

Para que serve o Fundo de Maneio

A gestão adequada do Fundo de Maneio é essencial para a saúde financeira e  sucesso de qualquer empresa. A gestão financeira para além de ser capaz de gerir eficientemente o fundo de maneio, também deverá de ser capaz de manter o equilíbrio financeiro entre o crescimento, a rentabilidade e a liquidez.

 

Como se calcula o Fundo de Maneio

Fundo de Maneio = Ativo Corrente-Passivo Corrente

  • O Ativo Corrente inclui todos os valores que a empresa espera que gerem entradas financeiras no curto prazo, como as dívidas de clientes, as existências e as disponibilidades de caixa;
  • O Passivo Corrente representa todos os encargos a serem pagos no mesmo espaço temporal, como as dívidas a fornecedores, impostos, salários ou empréstimos bancários;
  • O Fundo de Maneio permite saber o estado de saúde operacional da empresa, no sentido em que um fundo de maneio negativo significa que a empresa não terá fundos para manter a sua atividade operacional, havendo falha de liquidez.

 


Por opção do autor, este artigo respeita o AO90


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -