Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Novembro 30, 2021

Arregaço as mangas

Poema inédito de Alice Coelho

Arregaço as mangas

Arregaço as mangas
Acelero o passo
Fico no meu espaço
Estendo o olhar
Não encontro o luar
Aconchego-me no sentir
Fico a assistir
Ao teatro de rua
Cheia de frio e nua
Fecho a cortina
Antes dos aplausos
Em surdina
Arregaço as mangas
Prossigo o caminho
Sozinha, fora do ninho.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorCorpo
Próximo artigoDois cravos..
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -