Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Maio 24, 2022

Balsemão dantes era sempre a “abrir”

Guida Masco
Guida Masco
Uma personalidade conhecida que prefere o anonimato

A ler as revistas todas antes que o senhor Balsemão as devolva ao fisco e essas coisas sem esquecer a Cristas que monta que é um regaloPois estou mundana como tudo ando de biquíni pela praia fora e de havaianas de manhã ao por do sol ponho-me nas leituras das revistas mais coloridas até vi a Cristas a montar a cavalo e pensei coitados dos burros que vão votar na sujeita ele há coisas que fazem mal à pele como certos produtos abrasivos e excesso de sol e votar na Assunção da filharada francamente ele há povo para tudo basta ouvir o que diz e depois passei dois cremes um antirrugas que o clima vai-me ao canto dos olhos e pareço uma daquelas figuras pintadas pela Paula Rego mesmo antes de conhecer o Jorge de Jesus e as opiniões dele sobre pintura contemporânea e essas coisas o outro creme foi para assentar as pálpebras cansada de ler as notícias sociais e até fiquei a perceber porque é que o doutor Balsemão faliu as revistas todas numa até vem a mulherzinha dos gritos a Júlia com umas banhas e a legenda que é sensual com mais de meio século eu ainda me lembro delas quando eram novas tenho uma memória de elefante sem cápsulas até me lembro do bar na Amadora onde o antigo ministro ia comprar Canabinóides que naquela altura se chamava chamon pedra ou sabonete e o antigo primeiro ministro se metia na tal da pedra até não encontrar a braguilha nem o caminho da porta nem o nome completo sabia e afogava as mágoas com os olhos do tamanho de um Vítor Gaspar e vermelhos como a Cristas quando grita e namoriscava em câmara lenta na altura com uma que parecia a Teresa Leal ao dito mas acho que era outra a minissaia era uma espécie de visão em Fátima um enorme milagre nem me lembro do nome dela nem ela nem ele se hão de lembrar e adoro ler revistas mundanas mas dizem que vão acabar nem essas vendem a malta só quer o jornal em que as mães são violadas e as avós esfaqueadas e os pais trucidados e os comentadores são psicólogos janados poli-sexuais com beiçolas grandes e as comentadoras deitam cartas e sabem o futuro ou fazem editoriais sem perceber nada de gramática e há ainda as crónicas sociais de um homenzinho que não deve entender o que escreve imaginem nós e só sei que no Funchal ainda estão na idade média é preciso a aprovação da mãe para namorar como em casa do Ronaldo e a Kátia anda a comer cuscus egípcios perdão anda a comer um milionário das arábias que é  do Egipto e a dona Dolores gosta e a Joana Freitas seja lá ela quem for faz furor na praia tal qual eu e ponto final

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -