Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Maio 24, 2022

Colecção Ephemera lança livro com operações da LUAR

Livro: Uma nova concepção de luta

Um livro importante e uma oferta muito especial” é assim o título do editorial da EPHEMERA, Biblioteca e Arquivo de José Pacheco Pereira.

Artigo esse, de José Pacheco Pereira, referente ao lançamento do quinto volume da colecção EPHEMERA, e da oferta de documentos da LUAR (Liga de Unidade e Acção Revolucionária), que reproduzimos na integra.

 

“Uma Nova Concepção de Luta”

uma-nova-concepcao-luta-capa-livroFernando Pereira Marques é o autor do quinto volume da colecção Ephemera intitulado “Uma Nova Concepção de Luta” – Materiais para a História da LUAR e da Resistência Armada em Portugal. O livro, está já na editora e entrará em breve na tipografia.

É uma excepção à regra que temos seguido de usar os materiais já existentes no ARQUIVO, já que, neste caso, a publicação do livro coincidiu com a oferta dos documentos relacionados com a LUAR, e que foram reproduzidos ou usados no livro.

Trata-se, como se compreende, de uma muito importante oferta que se acrescenta ao que já existia da organização e algum material inédito relativo a operações da LUAR como o assalto ao Banco de Portugal na Figueira da Foz em 1967.

logotipo-ephemera

Documentos do ARQUIVO

Caderneta Militar de Hermínio da Palma Inácio

Entre os documentos que entraram no ARQUIVO, no número aproximado de 100, encontra-se um espólio pessoal de Hermínio da Palma Inácio, incluindo os seus documentos (bilhetes de identidade, passaportes, licenças de voo de vários países, caderneta militar), alguns dos quais falsificações, manuscritos,  panfletos da LUAR, documentos internos, panfletos de organizações de solidariedade com os presos políticos da LUAR, originais de abaixo-assinados (com assinaturas como as de Claude Lanzmann, autor de Shoah e de Peter Weiss, autor do Canto do Fantoche Lusitano,etc.), cartazes, fotografias, recortes,  um pequeno espólio do jornal Fronteira, em França e na Bélgica, etc.

Biografia

fernando-alberto-pereira-marquesFernando Alberto Pereira Marques

Nasceu em Coruche em 1948. Militante da LUAR, participou na tentativa de tomada da cidade da Covilhã, em Agosto de 1968, chefiada por Hermínio da Palma Inácio, na sequência da qual foi preso pela PIDE. Foi director do jornal da LUAR, Fronteira.

É doutor de Estado em Sociologia pela Universidade de Amiens (França) e professor universitário. Foi dirigente nacional do Partido Socialista e deputado à Assembleia da República.

É autor de diversos livros de ensaio e investigação entre os quais se destaca: Exército e Sociedade em Portugal (1989), Do Que Falamos quando Falamos de Cultura (1994), Exército, Mudança e Modernização na Primeira Metade do Século XIX (1999), A Praia Sob a Calçada – Maio de 68 e a “Geração de 60”, (2005), etc.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -