Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021

Dou(te)

Poema inédito de Alice Coelho

Dou(te)

Dou-te
A minha alma de poeta
O silêncio das palavras
Em terras de profeta
Aradas onde te lavras
Dou-te
A coragem e a ousadia
A liberdade de ser tua
Sem medo e covardia
E amor debaixo da lua
Dou-te
Poemas em desgarrada
Desafios de brincadeira
Sorrisos à boca fechada
Memórias cheias de poeira

 

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorTu….
Próximo artigoAs palavras…
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -