Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Julho 6, 2022

Estocolmo

Capital da Suécia, com cerca de um milhão de habitantes, Estocolmo é formada por 14 ilhas e 53 pontes entre o Lago Mälaren e o Mar Báltico. Entre as ilhas há barcos e balsas de turismo que transportam os passageiros. Estocolmo é conhecida por ser a “Veneza do Norte”.

É uma cidade belíssima, majestosa e imponente, para mim a mais bela de todas as cidades e capitais europeias. Estocolmo é uma cidade muito organizada, muito limpa e considerada das cidades mais seguras da Europa e do mundo. A cidade que deu origem a Estocolmo (onde Estocolmo nasceu) fica a cerca de 50 km de Estocolmo, e chama-se Sigtuna. Há comboios diretos de Estocolmo para quem a quiser visitar. Aliás, a Suécia possui uma boa rede de transportes que facilmente nos levam a qualquer lugar.

Os suecos

Um povo muito educado e muito civilizado. Prestáveis, estão sempre disponíveis para ajudar nas orientações que se lhes solicita. E belos. A primeira vez que estive em Estocolmo, saía para jantar num final de dia ainda claro (era verão), quando por mim passavam duas jovens suecas, recordando-me como se fosse hoje. Uma delas tinha saia pelo joelho, cor azul marinho, blusa branca, sapatos azuis pouco altos; a outra que seguia junto, levava vestido saia de um azul claro, de igual modo pelo joelho, top creme e sandálias rasas, simples. Loiríssimas, daquele característico loiro nórdico, altas, elegantes, uma de cabelo estendido, a outra de cabelo apanhado, ambas de olhos azuis do mais belo (in)imaginável, caminhavam lado a lado, apressadas. De tão belas, pareceram-me irreais. Duas elfas, fazendo jus à mitologia nórdica. Outras vezes regressei, e continuo a ter a opinião de um povo belíssimo. Belíssimo e sereno.

O que visitar

Gamla Stan

Situado no centro histórico de Estocolmo, na cidade antiga, este bairro é imperdível. É lá que fica o Palácio Real de Estocolmo, o Parlamento sueco, a praça Stortorget (uma bonita e agradável praça), a Catedral de Estocolmo (Storkyrkan), que data do século XIII, e o Museu Nobel, dedicado ao Prémio Nobel.

City Hall

O City Hall, que é o mesmo que a Câmara de Estocolmo.

Palácio de Drottningholm

Este Palácio é a atual residência da família real sueca.

Vasa Museum

O museu Vasa conta a história de Estocolmo. É um navio de guerra do século XVII e que se mantém 95% original, encontrando-se muito bem preservado. É o único navio desse período existente no mundo.

Vasa Museum

Nordic Museum

Este museu retrata a cultura e os costumes suecos.

Söldermam

É neste bairro que fica o Fotografiska Museum. Para quem gosta de fotografia, vai, com certeza, gostar.

Skeppsholmsbron ou a ponte das coroas

Skeppsholmsbron é uma das mais conhecidas pontes de Estocolmo, fazendo a ligação com a Ilha dos Museus. Tem este nome por haver ali coroas cravadas ao longo da ponte.

Östermalms

Neste bairro fica o famoso mercado com o mesmo nome onde encontramos muita comida típica sueca, com tudo muito bem confecionado e com sabor caseiro.

Praças de Norrmalm

No bairro de Norrmalm há uma série de praças: Hötorget, Sergels torg, Norrmalmstorg e Kungstradgarden.

  • A praça Hötorget é uma praça onde está localizada a Sala de Concertos de Estocolmo e onde acontece uma pequena feira com as mais diversas frutas e artesanato.
  • A praça Sergels torg começa numa enorme rua de pedestres com uma infinidade de lojas e segue até um shopping subterrâneo.
  • A praça Kungstradgarden é uma grande praça com jardim onde existem vários restaurantes ao ar livre, ao mesmo tempo que por lá acontecem os mais variados eventos.

Skansen

Skansen é um museu todo ele ao ar livre situado na ilha de Djurgården. Foi fundado por Artur Hazelius em 1891 com o objetivo de mostrar o modo de vida na Suécia ao longo dos últimos séculos.

 

Se ainda não conhece Estocolmo, é a próxima visita a programar. Garanto que não se arrependerá.


Por opção do autor, este artigo respeita o AO90



Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

Caminhar

Boa pergunta

VER…

- Publicidade -