Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Setembro 25, 2021

O debate e as urgências a resolver

António Serzedelo
Professor, jornalista e Membro da Freguesia de Arroios, Lisboa. Presidente da Opus Gay.

Terça-feira, dia 12, foi um dia de suspense com o anuncio de que o Presidente-Candidato podia estar infectado com Covid.

A discussão da noite entre os candidatos foi útil, percebemos em síntese o que queria cada um.

Todos “bateram” em Marcelo, é natural, pois ele é o Presidente reinante, e “corre o risco” de voltar sê-lo!

Em síntese eis o que percebi:

  1. Os novos problemas com que nos defrontamos, integrados como estamos na Europa, e no Mundo, alertam-nos para o facto-desafio de que “não podemos perder os Cidadãos”!
  2. Da Europa veio-nos o recado de que temos de mudar o rumo de muitas coisas, que estão mal, e foram essas que deram o caldo para o aparecimento de movimentos anti-democracia, por toda a parte, logo ao principio, fortemente nos USA, com Trump já desmascarado, e o Chega, em Portugal é um desses.
  3. No debate com [email protected] @s [email protected], enunciaram os problemas que temos de enfrentar:
    1. Ouvir mais a Cidadania, é urgente!
    2. Lutar firmemente contra a corrupção que rói a Democracia lentamente!
    3. Dar muito mais atenção aos Direitos Humanos, ou seja, às muitas desigualdades que há entre nós!
    4. A questão Global das Alterações Climáticas, que não pode ser ser descuidada. Tem de ser resolvida colectivamente, por todos, em parceria com a ONU cujo Secretario Geral, Guterres, não pára de nos lembrar isso.

A União Europeia entretanto em dois patamares foi muito positiva:

  • Com as vacinas, pois senão, ainda não as teríamos!
  • E com os empréstimos, de milhões de euros, sem os quais a nossa economia ia ao fundo.

Assim vimos a robustez desta União, de que fazemos parte.

Mostrou-a bem quando teve de resolver pelo meio ainda, o grave problema do “Brexit”, com a saída da Inglaterra, uma das mais importantes Democracias do Mundo.

O assunto ficou arrumado, há dias, e a contento de todos!

Depois destas eleições, é preciso, e é urgente que o diálogo continue sempre, e entre [email protected] os que defendem a Democracia:

  • Partidos, ONg´s., Associações e Cidadãos, [email protected] que defendem a Democracia!

Abraço e saúde!


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorTrump e o PREC
Próximo artigoCarta à minha memória
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -