Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Agosto 15, 2022

Sentada

Poema inédito de Alice Coelho

Sentada

Sentada
Sem olhar para trás
Momentos
De silêncio e paz
Olhares
Inocentes e parados
Beijos
Quentes de saudade
Lentos
Demorados
Lábios sedentos
Magia
Poesia.
Paladares
Nas asas do vento
Sem lamentos
Ao relento.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorSilêncio
Próximo artigoSete poemas de Telma Srour
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -