Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Te julgo única

Ernesto Dabo, Guiné-Bissau
Poeta, Escritor, Cronista, Dramaturgo, Fotógrafo, Activista cultural e Músico fundador dos conjuntos Cobiana Jazz e Djorson que gravou o primeiro disco da História da Guiné-Bissau.

Poema de Ernesto Dabo

“Te julgo única”

Procuro na verdade de um corpo
A voz sem caminho
Que ninguém deixa ganhar grito
Para ouvir o chegar de novo abraço
No rolar exíguo
De outro erguer de romance

Quero conhecer
A fortuna que te enche
E me chega sem oferta

Por não seres comum
Te percebo nobre

Sem culpa tua
Eu Juiz
Te julgo única
Por sentença de nascença


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorA dança
Próximo artigoDeixem-me sonhar
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -