Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021

Tristeza

Delmar Gonçalves, de Moçambique
De Quelimane, República de Moçambique. Presidente do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora (CEMD) e Coordenador Literário da Editorial Minerva. Venceu o Prémio de Literatura Juvenil Ferreira de Castro em 1987; o Galardão África Today em 2006; e o Prémio Lusofonia 2017.

Poemas de Delmar Maia Gonçalves

I

Venho de um país
do início do mar
onde toda a acosta é cromática
e a lua arredonda nossa sina.

Venho de um país
de bruma
e do início do mar
onde todas as fronteiras
são cromáticas!

II

“Dualismo”

Trazemos connosco
o peso do bem e do mal
Dentro de nós
habitam o paraíso e o inferno
que disputam predomínio
Somos os misteriosos
peões da partida de xadrez
que um todo-o-poderoso
joga tranquilamente!

III

“Vales de palavras”

Gostaria que vales de palavras
me percorressem a alma
mas vales de silêncio
me percorrem
e nada nem ninguém os detêm!

IV

“4 de abril”

Em Muxunguè
despertaram
velhas balas congeladas
e a morte acordoou.

V

“Maioridade”

Quando atingir
a maioridade
vou rir-me do mundo!

VI

“Mulher C”

Depois de ti
vislumbra-se um enorme vazio
Não cantarei serenatas
enquanto não ver sereias à superfície.

VII

“Mulher XXC – Flor de Lótus”

Flor sou
flor serei
no lodo nasço
no lodo cresço
ao lodo pertenço
no lodo orgulhosamente morrerei
Chamam-me Lótus!!!

VIII

“Tristeza”

Sangro sentado
sobre as cinzas
da minha tristeza.

IX

“Definições”

Divagação:
mestre do nada!
Reflexão:
pai do todo!

X

O amor
é incolor
por isso causa ardor
ao ódio.

XI

Questiúnculas de desalmados
não fazem cair
um homem vertical!

XII

“Gritarei sempre que os abutres comem das mãos dos anjos.”

XIII

“É a língua que nos tece.”

XIV

“Até em vida nós servimos de pasto aos vermes.”

XV

“Nestas sociedades moralistas, quando se diz a verdade, fomenta-se a discórdia.”

XVI

O verde e amarelo
do arrozal
acorda os gafanhotos!

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorJanela….
Próximo artigoCobre-me
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -