Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Dezembro 8, 2021

Encontros imaginários

A Barraca comemora, a 6 de Fevereiro, o 6º aniversário dos “Encontros Imaginários”. Para além das tradicionais conversas com as personalidades históricas, canções populares e de protesto portuguesas e internacionais fazem parte do programa comemorativo.Segundo Hélder Costa, encenador e responsável do teatro A Barraca:

“Este Encontro Imaginário assinala o 6º Aniversário desta bela aventura que se iniciou em Fevereiro de 2011. Durante 2 anos foram realizados com actores e amigos da Barraca. A partir de 2014 têm contado com a participação da Sociedade Civil.”

Acrescenta ainda que, para o tema deste encontro:

“decidimos recordar o confronto entre concepções políticas e sociais que ilustraram o nosso século XX, com Maria Veleda testemunha da luta pela República e Salgueiro Maia e Kaulza de Arriaga figuras do conflito entre Ditadura e a Liberdade conquistada no 25 de Abril de 1974.”

Saiba quem foram:

Fernando José Salgueiro Maia

Fernando José Salgueiro Maia

Foi o capitão  que comandou a coluna de blindados que, vinda de Santarém, montou cerco aos ministérios do Terreiro do Paço forçando, já no final da tarde, a rendição de Marcelo Caetano, no Quartel do Carmo, entregando o governo a António de Spínola. Nunca aceitou cargos políticos e foi marginalizado pelos vários governos até à sua morte prematura por doença.
Por Adérito Lopes, formador de teatro

Maria Veleda

Maria Veleda

Foi uma professora, jornalista, feminista, republicana, pioneira na luta pela educação das crianças e dos direitos das mulheres e na propaganda dos ideais republicanos, sendo uma das mais importantes dirigentes do primeiro movimento feminista português. Quando desempenhava as funções de docente no “Centro Escolar Republicano Afonso Costa”, converteu-se aos ideais da República e ao livre-pensamento (1906). Iniciada na Maçonaria, tornou-se uma das maiores propagandistas da liberdade de consciência e do anticlericalismo. Fundou as revistas “A Asa”, “O Futuro” e “A Vanguarda Espírita”, tendo colaborado na imprensa espiritualista de todo o país.
Por Ana Filgueiras, activista de direitos humanos

Kaúlza de Arriaga

Kaúlza de Arriaga

Fiel partidário de Salazar e Marcello Caetano,  comandante das Forças Terrestres em Moçambique (1969-1970), ficando conhecido  pelas campanhas militares que comandou, sobretudo na Operação Nó Górdio (1970). Em 1977 criou o Movimento para a Independência e Reconstrução Nacional (MIRN).
Por Matos Gomes, militar de Abril

6º aniversário encontros imaginários - cartazComemoração do 6º aniversário

6 Fevereiro de 2017
21h30

II Parte

Canções populares e de protesto portuguesas e internacionais com Carlos Alberto Moniz, Francisco Fanhais, Vítor Sarmento, Jacqueline Mercado, Rui Meira, João Maria Pinto.   

Intervenções de Maria do Céu Guerra e A Barraca

[email protected][email protected]

213 965 360 | 913 341 687

Largo de Santos, 2
1200 – 808 Lisboa

Website do Teatro A Barraca

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorPREC no prato!
Próximo artigoO Mundo ao Colo
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -