Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Julho 24, 2024

Arte do chocalho distinguida pela UNESCO

chocalhosDepois do Fado e do Cante Alentejano, a arte chocalheira foi agora considerada Património Cultural Imaterial da Humanidade.

A arte dos chocalhos, ligada ao mundo rural e ao gado e prevalecente no Alentejo, está actualmente em vias de extinção e foi por isso mesmo distinguida pela UNESCO como Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente.

A candidatura desta tradição artesanal foi coordenada pelo antropólogo Paulo Lima e liderada pela Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo, em colaboração com a Câmara de Viana do Alentejo e a Junta de Freguesia de Alcáçovas, local onde nasceram muitos dos mestres artesãos chocalheiros desde o século XVIII.

Em declarações à Lusa, o presidente da ERT, Ceia da Silva, afirmou: “Aqueles que mantiveram viva esta tradição são, obviamente, os grandes homenageados hoje”, dedicando o prémio a todos os alentejanos. O presidente da ERT sublinhou ainda a importância de desenvolver um plano que permita “garantir a sustentabilidade e transmissão de uma arte iniciada há mais de dois mil anos no Alentejo”. Já para o coordenador do dossiê de candidatura, Paulo Lima, a distinção da UNESCO significa ajudar a promover a região e “chamar a atenção” para “uma arte invisível, para um som, a que quase” não se liga “por ser tão presente” no campo, “mas que está à beira da extinção”

A candidatura de Portugal foi aprovada na 10ª reunião do Comité Intergovernamental da UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, a decorrer em Windhoek, (Namíbia), até sexta-feira.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

1 COMENTÁRIO

Comentários estão fechados.

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -