Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Dezembro 1, 2022

Cheiro a mar

Poema inédito de Alice Coelho

Cheiro a mar

Cheira a mar e sabes-me a sal
Enredo de areia e noite de luar
Cantos de sereia em voz matinal
Os breves encantos do verbo amar
Cheira a mar e sabes-me a sal
Num silêncio de búzios a segredar
A corpos molhados no teu estendal
Envoltos em névoa e magia no olhar
Cheira a mar e sabes-me a sal
E tudo o que de ti não sei e não vejo
É uma manhã a acordar sem bocejo

 


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -