Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023

Cidadão do Mundo

Delmar Gonçalves, de Moçambique
Delmar Gonçalves, de Moçambique
De Quelimane, República de Moçambique. Presidente do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora (CEMD) e Coordenador Literário da Editorial Minerva. Venceu o Prémio de Literatura Juvenil Ferreira de Castro em 1987; o Galardão África Today em 2006; e o Prémio Lusofonia 2017.

Poema de Delmar M. Gonçalves

“Cidadão do Mundo”

Gosto muito de ser
um cidadão do mundo…
Livre como os pássaros
mas não muito
Utopista
mas não muito
Altruísta quanto baste
por vezes em demasia.
consigo saltar todos
os degraus do tempo, abraçá-los
numa roda viva
E entrar sem hesitar
em distintas salas de visita
Umas coloridas, outras a preto e branco.
Para mim
sem dúvida
as nuvens
são o grande e seguro tecto do mundo
o sol ilumina-nos o dia
a lua ilumina-nos a noite
e as chuvas
são lágrimas de dor
que no limite
o mundo liberta.
Pois é…!

(In “FUZILARAM A UTOPIA”, Editorial Minerva, 2016)

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anterior
Próximo artigo
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -