Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Dezembro 9, 2021

Encontro imaginário com Alexandre O’Neill, Mohammed Mosaddeq e Soong May-ling

Novo encontro imaginário com personagens da história a 19 de Fevereiro. As interpretações estão a cargo do jornalista Carlos Vargas, do militar de Abril Ramiro Rodrigues e da professora Teresa Palma Fernandes.A 19 de Fevereiro terá lugar no Teatro A Barraca, em Lisboa, mais um debate entre personagens marcantes da história Universal. Fique a conhecer melhor Alexandre O’Neill interpretado por Carlos Vargas, Mohammed Mosaddeq por Ramiro Rodrigues e Soong May-ling por Teresa Palma Fernandes.

Saiba quem são:

Lisboa, 19 de Dezembro de 1924 — Lisboa, 21 de Agosto de 1986

Foi um importante poeta do movimento surrealista português. Autodidacta, O’Neill foi um dos fundadores do Movimento Surrealista de Lisboa. É da sua autoria o lema publicitário «Há mar e mar, há ir e voltar». Foi várias vezes preso pela polícia política, a PIDE.

Interpretado por Carlos Vargas, jornalista.

Teerão, 1880 — Ahmad Abad, 5 de marco de 1967

Foi primeiro-ministro do Irão entre 1951 e 1953. Mosaddeq não era comunista, mas um nacionalista que defendia o controlo por parte do Irão das suas riquezas petrolíferas. Era também favorável à nacionalização da Anglo-Iranian Oil Company. Em retaliação os britânicos orquestraram nos mercados internacionais um embargo ao petróleo iraniano com o objectivo de sufocar economicamente o país. Mosaddeq foi detido e condenado a três anos de prisão. Após a sua libertação viveu o resto dos seus dias sob prisão domiciliária, tendo falecido com cancro.

O militar de Abril  Ramiro Rodrigues é o seu interprete.

Shanghai, 5 de Março de 1898 – Nova Iorque, 23 de Outubro de 2003

Foi a primeira dama da República da China entre 1948 a 1975, esposa de Chiang Kai-shek. Além de ser primeira-dama foi política e pintora. O seu pai, que tinha sido educado nos Estados Unidos, matriculou as filhas numa escola dos Estados Unidos em 1907. Como resultado de ser educada em Inglês em toda a sua vida, ela falava Inglês fluentemente, com um sotaque da Geórgia que a ajudou a comunicar-se com o público americano.

Interpretação da professora Teresa Palma Fernandes.

Encontros imaginários 2018

19 de Fevereiro de 2018

21h30

[email protected][email protected]

213 965 360 | 913 341 687

Largo de Santos, 2
1200 – 808 Lisboa

Website do Teatro A Barraca

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -