Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

A pele e a voz

Poema inédito de Alice Coelho

A pele e a voz

Queima a pele
Ressequida pelo vento
Engolida pelas chuvas
Sucumbida pelo tempo
Pelo sono adormecido
Pelo cansaço do longe
Num sonho anoitecido
Na tua cela de monge
Arde a voz
Garganta em sobressalto
Guitarras em desalinho
Canções de verde pinho
No teu corpo em ressalto


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -