Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Oslo

Capital Verde da Europa de 2019 devido à sua preservação de áreas naturais e à redução da poluição, Oslo é uma cidade sede das muitas instituições culturais existentes no país.

Capital e a maior cidade da Noruega, Oslo tem cerca de 630.000 habitantes, num total de 5,2 milhões que tem a Noruega. Capital Verde da Europa de 2019 devido à sua preservação de áreas naturais e à redução da poluição, Oslo é uma cidade sede das muitas instituições culturais existentes no país. Espetáculos de ópera, teatro, balé, música, museus, galerias de arte, Oslo é uma cidade vibrante e cheia de energia. Cidade plana, percorre-se bem a pé ou de bicicleta.

A Noruega e os noruegueses

Povo com fama de frio, nada mais falso, porém, pois é um povo acolhedor, hospitaleiro, sempre pronto para orientar os turistas. Povo amante da natureza, é muito comum eles terem uma segunda casa de campo, nos imensos espaços verdes e cachoeiras que o país todo ele possui. As suas montanhas, com as casas de campo espalhadas por elas, daquele vermelho escuro tão característico norueguês, parecem saídas de telas, de tão belas elas são, montanhas e casas. Os seus famosos fiordes são de uma beleza ímpar, e olhando para toda aquela paisagem e natureza, tudo são cenários idílicos a parecerem existir apenas na imaginação. Até as suas cidades parecem saídas de um imaginário qualquer de tão diferentes e belíssimas que são. Chamo a atenção para Alesund (com um acento norueguês no A, cujo nosso teclado não tem), cidade de 50.000 habitantes. Destruída por um incêndio no princípio do século XX, mas precisamente em 1904, foi toda ela reconstruída num estilo arquitetónico moderno de Art Nouveau. A melhor maneira, na minha opinião, para se conhecer e percorrer a Noruega é de carro, pois pode-se apreciar toda aquela beleza exuberante, cada canto, cada cidade. A Noruega é o mais lindo país que já conheci e conheço. Não há outro que se lhe compare.

O povo norueguês, quanto mais para norte mais se assemelha a um povo muito diferente do sul e do litoral, parecendo estarmos perante os descendentes dos trolls, aqueles seres antropomórficos imaginários do folclore e da literatura escandinava. Foi o que me pareceu a primeira vez que visitei a Noruega. Nesta região, vemos um povo tosco, pacóvio, parado no tempo, na indumentária, calçado e modos. Muito diferente dos noruegueses do resto da Noruega. Devo dizer que neste resto, os noruegueses e as norueguesas são muito belos, muito loiros, alvos, com olhos muito claros.

O que visitar em Oslo

Vigeland Park

É um parque/museu a céu aberto com 212 esculturas de ferro e bronze que retratam a figura humana. Todas elas são obra do escultor norueguês Gustav Vigeland. É um lugar único no mundo. Está aberto ao público todos os dias, 24h.

Museu dos Barcos Vikings (Vikingskipshuset)

Este museu tem três embarcações originais vikings, a par de muitos artefactos da Era Viking. Os barcos datam do século IX. É gratuito até aos 18 anos. Funciona das 9h às 18h; entre outubro e abril funciona das 10h às 16h.

Nobel Peace Center

Centro Nobel da Paz. É a sede do Comité que atribui o prémio, funcionando também como um museu de premiação. Esta atribuição acontece desde 1901. Funciona de terça a domingo das 1oh às 18h.

A entrega do prémio, no entanto, acontece na Câmara Municipal, que fica perto do Comité e pode ser visitada gratuitamente.

Galeria Nacional (Nationalgallerie)

É aqui que fica o célebre quadro do pintor norueguês Edvar Munch, “O Grito”. Mas também há outros quadros deste mesmo pintor e de outros pintores. A Galeria Nacional faz parte do Museu Nacional, que abriga também o Museu da Arte Contemporânea.

Oslo Ópera House

Esta construção é relativamente recente; possui uma arquitetura moderna, com um misto de vidro e mármore. Vale a pena visitar de tão majestosa e bonita. Fica às margens do fiorde Oslofjord. Esta Ópera é palco de muitas apresentações culturais, de balé, e outras.

Palácio Real (Det Kongelige Slottet)

É onde vive a família Real norueguesa. Este Palácio foi construído entre 1824 e 1848 e recomendo a visita. Há visitas guiadas em Inglês diariamente. É paga a entrada.

Museu do Folclore Norueguês (Norsk Folkenmuseum)

Este museu vale a visita apesar de se situar um pouco afastado do centro de Oslo. É um museu ao ar livre com construções típicas da cultura e do modo de vida nórdico ao longo dos séculos (tal como Skansen em Estocolmo).

Teatro Nacional (Nationaltheatret)

O Teatro Nacional de Oslo é um dos maiores teatros de Oslo. A valer a pena.

Parlamento da Noruega (Stortinget)

Entrada gratuita. No verão há visitas guiadas em Inglês (aos sábados). Fica em frente ao Grand Hotel de Oslo (totalmente renovado e que recomendo, para além da localização, pois fica mesmo na Avenida principal de Oslo, a Karl Johans gate, que é a rua/avenida mais popular e mais movimentada de Oslo. Perto de lá fica a Catedral de Oslo (Domkirke) também a valer a pena visitar. Nesta rua num extremo fica o Palácio Real, noutro o Parlamento norueguês. Ao longo dela, ficam muitas atrações como a Universidade de Oslo, o Teatro Nacional, restaurantes, lojas.

 

Oslo é a minha terceira cidade favorita europeia, a seguir a Estocolmo e a Amesterdão (por esta ordem). A Noruega, e como já referi, é o mais belo país.

Ainda tem dúvidas em visitar a Noruega e a sua capital?


Por opção do autor, este artigo respeita o AO90



Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorAmesterdão
Próximo artigoCopenhagen
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -