Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Dezembro 9, 2022
- Publicidade -

TAG

Fundo Pitangas

Ao Fundo Pitangas

Que possa eternizar-se o estado da madrugada, sempre. Não anseio nem desejo, sinceramente, o regresso repetitivo de outra manhã, geograficamente igual a todas as...

Ao Fundo Pitangas

E numa rua qualquer, sei lá, morri, numa esquina à caminho da escola, a manhã rompia num vagar tão lento que irritava e não...

Ao Fundo Pitangas

Ainda em mim as caminhadas difusas ao recôndito plasma, para sentir contigo o bramir fosco das vozes cruzadas entre beijos inventados, pensar verdades que...

Ao Fundo Pitangas

Nas areias perdidas o tédio sente-se. O isolamento é doloroso e só o movimento das ondas deste mar salgado chega até eles. Os pés...

Ao Fundo Pitangas

Nas ruas, magotes de raros passos, de tudo e todos, ali seguindo todos os vãos, e nada vãos, todos os momentos como quem inventara...

Ao Fundo Pitangas

Descobrindo na planície os odores do teu olhar. Descolorindo nas margens secas do infinito a marca definitiva dos teus passos. 32 Frio de Praga. A rua...

Ao Fundo Pitangas

Ao que me pedes e largas, todas as manhãs, todos os dias, ao que por que mim dizes sentir e calas, quando te pergunto...

Ao Fundo Pitangas

Ou pudesse dizer-te que muito perto daqui sinto haver mar. Ou se acreditasses nas palavras que silêncio, porque ao dar-te a mão, transmito vagarosamente,...

Ao Fundo Pitangas

De silêncio pardo estas ruas fogem do toque abismal de qualquer nada por aí, espelhando por todos os quatro cantos da cidade as orquídeas...

Ao Fundo Pitangas

E por isso justamente, aguardo, lendo num jornal perdido por este jardim de frio, Inverno silencioso, aguardo pela hora prometida, ou que toque o...

Ao Fundo Pitangas

Faz-se cedo olhar a vida. Faz-se cedo encontrar a distância. Acomodar no intemporal o vértice da inconstância. Como reflexo disso, a ausência e a...

Ao Fundo Pitangas

Que fundo ou que margem, ouvira que voz sobre que rio ou viagem, que eco ou que nada se por ventura em mim a...

Ao Fundo Pitangas

Certo escuro. Repentino. Intencionalmente me envolvo nestas penumbras ocasionais. Neste marasmo nocturno de peles secas. 25 Acordei. De frente, atenuadamente acordado, parecia o vidro incandescente sobre...

Ao Fundo Pitangas

Na rua ainda, eu, na mesma, na de sempre, na inconfundível avenida dos imensos nadas, no seguimento antigo do rio ainda lá, se bem...

Ao Fundo Pitangas

As janelas fechadas. Escuro o quarto. A porta latia. Ausente. E o interruptor? Apalpei o soalho e buscava lentamente, alguma claridade que me ajudasse...
- Publicidade -

Últimas notícias

- Publicidade -