Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Novembro 30, 2021
- Publicidade -

TAG

Soneto

Roubar com grandeza

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Roubar com grandeza Triste justiça, que se quer sem paixões, lent' a punir quem rouba com grandeza, não perdoando quem tira...

Faces ocultas do capital

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Faces ocultas do capital Impostos não paga' o capitalista porqu' é hábil a 'sconder os seus milhões; vê-s' até fazer figura...

Contradições dos dias que vivemos

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Contradições dos dias que vivemos Dias 'stranhos estes em que vivemos, em que, sabendo qu' o fim s' aproxima, razões p'ra...

Alentejo que já esqueceste

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Alentejo que já esqueceste Ah! Com' é triste ver o pov' esquecer os males vividos em ditadura, e muito menos ainda...

Em busca da cura

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Em busca da cura Tempos novos já vistos noutras eras, dramas do dia-a-dia sem resposta, naturez' hostil mas sem grandes feras, desespero...

Olivença, Fazes de nós o que queres

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Olivença, Fazes de nós o que queres Em tuas ruas nasce poesia, cada recanto faz de nós poetas; ai, Olivença, tem...

Homenagem a Zeca Afonso

Sonetos de Carlos Eduardo da Cruz Luna Homenagem a Zeca Afonso (1929-1987) I Amigo, tu que desanimas agora perante os contratempos irreais de quem aqui e sem demora quer condenar...

Novos passos de dança

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Novos passos de dança Valores solidários por que lutámossão postos em causa p'lo egoísmodos mesmos qu' há tanto...

Olivença, salva tudo o que é teu

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Olivença, salva tudo o que é teu Morre memória quando morr' alguémque só na memória tenha' o passado;o...

Vencidos sem luta

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Vencidos sem luta Ai! Mas que medo da extrema-direita!Ai! Mas é tanto o medo qu' ela nos dá!Ai! Mas...

Quadra Festiva

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Quadra Festiva Vem aí mais uma quadra festiva,e chovem votos de fraternidade!Seria bom que não foss' exclusivaduns dias de...

Natal do sol que renasce

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Natal do sol que renasce É Natal, e nem sei bem o que diga,nem mesmo se realmente quero,explicar-me, pois,...

Sempre que a leitura

Soneto de António Fernandes Sempre que a leitura Sempre que a leitura é difícil e complexa numa sala meio escura meio clara de porta aberta sem sol que entre janela nem...

Maio, Sempre Maio

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna Maio, Sempre Maio Lembremos sempre o Primeiro de Maio e o sangue de quem por ele lutou, hoj' olhado...

Abril, Hoje e Sempre

Soneto de Carlos Eduardo da Cruz Luna   Abril, Hoje e Sempre Abril: poema, sonho, liberdade, tudo confundido em mim em turbilhão, recordando-me que, em tenr' idade, ...
- Publicidade -

Últimas notícias

- Publicidade -