Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Fevereiro 25, 2024

Camerata Vocal de Torres Vedras festejou 35 anos

Joaquim Ribeiro
Joaquim Ribeiro
Jornalista

A Camerata Vocal de Torres Vedras nasceu em 1982 e tornou-se associação cultural em 1985. O coro torriense tem cerca de quatro dezenas de elementos e é dirigido pelo maestro António Gonçalves.

Já fez centenas de apresentações em Portugal e no estrangeiro, com participações em encontros de coros e festivais. Destaque para o prémio Grau Prata no XV Festival Internacional de Advento e de Natal de Praga (República Checa), em 2005.

O seu 35º aniversário foi assinalado com o concerto “África”, no Teatro-Cine de Torres Vedras. O espectáculo seguiu-se a anteriores sucessos do coro, como “Sacred Concert”, de Duke Ellington; a homenagem a George Gershwin, com “Clap yo’hands”; a viagem de circum-navegação musical da “Volta do Mundo em 80 Compassos”; e o tributo à música da sétima arte, com “Luzes! Camerata! Ação!”.

Desta vez a Camerata aventurou-se pelos ritmos africanos e contou com a colaboração dos percussionistas Fernando e Gonçalo Martins, do pianista Miro Hipólito, dos solistas Ângela Anacleto e Jorge Leiria e a participação especial do clarinetista João Gama e do contrabaixista João Nogueira.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -