Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Julho 6, 2022

Combates entre Renamo e Frelimo

Frelimo / Renamo | Moçambique

Moçambique não está em guerra mas existem alguns conflitos armados entre forças do governo e as do maior líder da oposição.

Afonso Dlhakama, lider da Renamo, não aceita os resultados eleitorais afirmando que o processo não decorreu de forma clara e transparente e exigindo a sua repetição, que nunca se verificou. Terá decidido, por isso, tomar pela força algumas províncias onde acredita ter ganho.

O partido no poder, a Frelimo, lançou uma ofensiva contra a Renamo, quebrando os acordos de paz assinados em 1992 e ratificados entretanto em 2014.

Nenhum canal televisivo refere qualquer conflito e o governo proíbe os jornalistas nacionais e internacionais de acederem aos locais onde os combates se registam.

Quer a Frelimo quer a Renamo acusam-se mutuamente dos ataques.

Entretanto, descobriu-se que o governo contraiu três dívidas com o FMI e com dois bancos europeus. a pretexto do “desenvolvimento do país”. O capital terá sido usado para compra de armamento, levando assim todos os parceiros a cancelarem a ajuda económica ao país e à desvalorização da moeda.

(Notícia em actualização)

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

Caminhar

Boa pergunta

VER…

- Publicidade -